domingo, 19 de outubro de 2008

O movimento propaga-se e ganha força


A sondagem promovida pelo Movimento Escola Pública mostrou que há centenas de professores com vontade de tomar posições colectivas nas suas escolas pela suspensão deste modelo de avaliação burocrático que prejudica pais, alunos e docentes.

É com agrado que constatamos que da reflexão e decisão os professores estão a passar à acção.

Além da lista de escolas que publicámos recentemente, aqui seguem mais escolas que se juntaram a esta dinâmica fundamental.

Agrupamento de Escolas de Vouzela

Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Poiares

1 comentário:

João disse...

O Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Poiares também pediu a suspensão do processo de avaliação:

http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Nacional/Interior.aspx?content_id=1031962